quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Agripino defende que CPI tenha acesso imediato às declarações de Paulo Roberto

image Em reunião com parlamentares da oposição, senadores vão entregar petição com pedido no STF

O líder do Democratas no Senado, José Agripino (RN), disse ser imprescindível que a comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI) da Petrobrás tenha acesso imediato às declarações do ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa sobre esquema de desvio de dinheiro na estatal. Na manhã desta quarta-feira (10), Agripino e outros parlamentares de oposição se reuniram com o presidente da CPI do Senado e a CPI mista da Petrobrás, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), para exigir novos direcionamentos na investigação.

Após a reunião, a comissão parlamentar anunciou que vai entregar no Supremo Tribunal Federal (STF) petição para que a CPI mista tenha acesso às declarações de Paulo Roberto à Polícia Federal. Além disso, o presidente da comissão disse que vai pedir audiência com o ministro do STF, Teori Zavascki, relator do processo da Operação Lava Jato, para reforçar o pedido da CPI para ter acesso às declarações de Costa.

“O Paulo Roberto Costa tem que vir à CPI e, vindo, tem que falar. Agora mais importante que ele vir é o peticionamento ao Supremo Tribunal Federal para que o que foi dito na delação premiada venha para o Congresso, para a CPI”, disse o senador. “É um direito do Congresso. A CPI é um poder e nós vamos exigir que aquilo que chega ao Supremo venha para a CPI, que é a voz da sociedade”, acrescentou Agripino.

Os parlamentares marcaram para a próxima quarta-feira (17) o depoimento de Paulo Roberto Costa na CPMI.

Fotos: Agência Democratas / mariana Di Pietro e Gerdan Wesley 

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores