segunda-feira, 10 de agosto de 2015

UFRN partilha conhecimento e tecnologia para desenvolver o RN

imageGigaNatal é a quarta melhor rede comunitária no país- UFRN partilha conhecimento e tecnologia para desenvolver o RN-Protagonismo do RN em inovação ajuda a captar recursos no MCTI

“Não pode existir desenvolvimento consistente, socialmente justo e com garantias de sustentabilidade, que não apresente em considerável proporção o contributo do ensino, da pesquisa, extensão e inovação das instituições de ensino superior”.  Com essa compreensão, a reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Ângela Maria Paiva Cruz, saudou a 24ª edição do seminário Motores em Desenvolvimento do RN, realizada na manhã dessa segunda-feira, 10, no auditório da Casa da Indústria da Federação das Indústrias do RN (FIIERN), em Natal, RN.

Na platéia formada pelo ministro do turismo, Henrique Eduardo, senadores Garibaldi Alves e Fátima Bezerra, do RN, o vice-governador Fábio Dantas, o representante do governo do estado, o Prefeito de Natal, os presidentes da FIERN, Amaro Sales e da Fecomércio, Marcelo Queiroz, reitores da UFERSA, UERN, IF-RN, vice-reitor, pró-reitores, diretores, de centro, dirigentes de unidades acadêmicas, coordenadores de secretarias especiais, superintendentes, assessores e professores da UFRN, empresários, empreendedores e alunos, a presença do ministro Aldo Rebêlo, da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), abre um diálogo com a UFRN sobre os projetos estruturais das instituições de ensino, pesquisa e inovação para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte (RN), considera a reitora.
Juntamente com o Jornal Tribuna do Norte (TN), FIERN, Fecomércio e Samalanca Investimentos S/A, a UFRN é uma das promotoras do seminário que há oito anos discute perspectivas e articula arranjos políticos que impactem mudanças no estado, a partir de experiências in loco e do conhecimento acumulado nas instituições de ensino superior do RN (IES).
Em nome das IES do estado, Ângela Paiva elencou um conjunto de ações que a UFRN realiza e o aparato que dispõe, como Instituto Metrópole Digital (IMD) o projeto do Parque Tecnológico de tecnologia da informação (TI) do RN (em andamento), assim como os 30 laboratórios existentes em TI na UFRN e os 200 projetos nessa área em desenvolvimento com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), para alavancar o desenvolvimento potiguar.
Exemplos
Entre o que a UFRN está fazendo na área de TI, a RedeGiga Natal, desenvolvida pelo IMD e em execução por meio de parceria com a Prefeitura da capital, vai beneficiar cerca de 40% da população norte-rio-grandense quando os 400 quilômetros de infovia interligar as escolas de 10 municípios da Região Metropolitana da Grande Natal. Outra contribuição é a Rede Metrópole Digital, a ser implantada em conjunto com o governo do estado, e a banda larga que estão chegando aos campi da UFRN, UFERSA, UERN e IFRN no interior do RN.
Para a reitora, o trabalho da UFRN “é um modo de compartilhar responsabilidade com ao futuro do estado e do país”.
Protagonismo do RN em inovação ajuda a captar recursos no MCTI
“O ministério ajuda a todas as propostas do RN que contribuam para a produção de conhecimento e a manutenção do papel desse estado na vanguarda da tecnologia”, disse o ministro Aldo Rebêlo, do MCTI, ao elogiar a iniciativa do seminário Motores em Desenvolvimento do RN, sobre “UFRN: a tecnologia da informação acelerando o desenvolvimento”, realizado na manhã de hoje, em Natal. Em sua fala, Aldo Rebêlo destacou o protagonismo do RN em várias áreas, inclusive na geração de tecnologia e inovação, lembrando o grande feito do potiguar Augusto Severo, na aviação.
Ao justificar a necessidade das TIs na saúde, economia, serviços, comunicação, gestão pública, Aldo Rebêlo reconheceu que o país ainda é muito desigual e desequilibrado socialmente.
GigaNatal é a quarta melhor rede comunitária no país
“Das 41 experiências em redes comunitárias no país, o GigaNatal é uma das quatro melhores no país e não há, no Brasil, experiência como a do Giga, que não se apóie em uma academia”, informou Nelson Simões, diretor da Rede Nacional de Pesquisa (RNP), terceiro convidado a falar no seminário Motores em Desenvolvimento do RN, nessa segunda-feira, 10, em Natal.
Secretário do MCTI, Nelson traçou um quadro a respeito da presença das TIs no Brasil e destacou o papel dessas no RN. “Pela localização, Natal pode ser um espaço para se avançar nas rotas que estão globalizando os ambientes. O estado, por meio do POP-RN/UFRN, está preparado para fazer parte dessas rotas”, declarou.
Sobre o futuro, o palestrante foi enfático: “Até 2020, a infraestrutura de comunicação no país deve está escalável e segura, o armazenamento e manuseio da informação simplificados e o acesso democratizado”.

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores