sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Governo do RN assina a ordem de serviço para a construção de 117 moradias populares em São José de Mipibu

imageO Governo do RN, através da Companhia Estadual de Habitação e Desenvolvimento Urbano (CEHAB) – órgão vinculado à Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (SETHAS), assinou a ordem de serviço para a construção de 117 unidades habitacionais em São José de Mipibu, na região metropolitana de Natal.

A medida visa reduzir o déficit habitacional na cidade, que hoje é de aproximadamente três mil moradias. As obras serão realizadas através do Programa de Subsídio à Habitação (PSH), fruto de uma parceria entre os governos Federal e Estadual, com o apoio da Prefeitura. O investimento total é de R$ 1.452.000,00 e contemplará as comunidades Laranjeira do Abdias, Laranjeira do Cosmos, Mendes, Boa Vista, Pau Brasil, Rocinha, Quebra Fuzil, Tancredo Neves, Bela Vista, Bairro Novo, Taborda, Arenã, Pium de Cima, Sítio Buraco, Japecanga, Areia Branca e Centro.

Para o vice-governador Fábio Dantas, esse será mais um importante passo para minimizar a questão do déficit habitacional no município. “O governo Robinson Faria é sensível à questão e vem lutando firme para garantir o acesso à moradia aos que mais precisam. Isso é promover cidadania e gerar mais qualidade de vida aos potiguares”.

A titular da Sethas, Julianne Faria, destacou o padrão de qualidade das casas e lembrou que as obras só serão realizadas graças ao empenho do governo em retomar processos que haviam sido paralisados desde 2007. “Foi uma luta nossa para que esses recursos não fossem devolvidos à União. Temos conhecimento desse déficit habitacional e estamos somando esforços para construir cada vez mais moradias para os mais carentes. Hoje é um dia especial para São José de Mipibu, já que muitos terão pela primeira vez um lar, um endereço fixo que trará segurança e qualidade de vida”.

O prefeito de São José de Mipibu, Arlindo Dantas, prevê a entrega de mil unidades habitacionais até o fim do ano no município. “O governo vem trabalhando e a Prefeitura fiscalizando tudo. Tínhamos um déficit de quatro mil moradias e, após a entrega dessas casas, o número cairá para três mil. O caminho é esse, pois sabemos que a população vem crescendo e muita gente sequer tem onde morar. Esse problema se arrasta há anos e não pode continuar. Estamos construindo uma UPA, asfaltando a cidade, reformando escolas, fazendo praças e, agora, essas moradias. Atualmente, nossa cidade virou uma espécie de canteiro de obras, onde a população será beneficiada”, observou.

Um dos momentos mais marcantes do evento foi o depoimento da beneficiária Vitória Josiene Cordeiro, de 26 anos, mãe de três filhos, sendo um especial. Segundo ela, a esperança de conseguir uma casa própria parecia distante, embora não impossível. Josiene chegou a se cadastrar por duas vezes e, mesmo desacreditada pela família, conseguiu realizar seu grande sonho. “Eu morava em um vão com espaço insuficiente para criar meus filhos. Hoje, agradeço primeiro a Deus pela vitória tão esperada. A partir de hoje, inicio uma nova vida, com mais conforto e dignidade”, destacou Josiene, bastante aplaudida.

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores