terça-feira, 15 de julho de 2014

Governo do Estado assina ordem de serviço para a construção de mais nove mil cisternas

image O Governo do Estado, através da Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), assinou as ordens de serviço que darão andamento ao Programa Cisternas Rio Grande do Norte – 1ª e 2ª Água. A cerimônia realizada nesta terça-feira (15) contou com a presença da Governadora Rosalba Ciarlini, da secretária-adjunta da Sethas, Paula Valéria, de gestores municipais e representantes das entidades parceiras.

O Programa Cisternas RN é uma parceria entre o Governo Estadual e o Governo Federal que chega à segunda fase, beneficiando famílias e ajudando no combate aos efeitos da seca. Nessa nova etapa, serão construídas mais de nove mil cisternas, divididas entre reservatórios de água para consumo (1ª água) e para produção e criação de animais (2ª água), em 82 municípios potiguares, totalizando um investimento de mais de R$ 43 milhões. No convênio passado, o programa proporcionou a entrega de 3.100 reservatórios de água em 47 municípios, um investimento de R$ 4,7 milhões.

“Quando o assunto é água tenho verdadeira obstinação, pois sou de uma região seca e conheço muito bem a realidade. Esse programa, em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome, é essencial para garantir dignidade e trabalho para as famílias durante o período de estiagem, pois com as cisternas elas podem armazenar água tanto para o consumo humano quanto para ser utilizado na produção”, declarou a Governadora.

28 prefeitos participaram da cerimônia. As cisternas serão construídas no esquema de lotes divididos por regiões, sendo elas: Sertão do Apodi, Seridó, Sertão Central, Mato Grande, Litoral Norte e Sul, Assu-Mossoró, Potengi, Alto Oeste, Trairí, Agreste, Seridó Oriental, Médio Oeste e Microrregião de Mossoró.

De acordo com o Ministério de Desenvolvimento Social (MDS), a captação da água da chuva, armazenada no reservatório de 16 mil litros, é capaz de abastecer uma família de cinco pessoas por um período de estiagem de cerca de oito meses.

“Segundo informações da Ministra do Desenvolvimento Social, o Rio Grande do Norte é o estado com a maior cobertura em termos de cisternas. Mas sabemos que precisamos avançar ainda mais por isso, além das ações emergenciais realizadas constantemente, outras frentes estão em andamento como a construção de cisternas subterrâneas, novos reservatórios e adutoras”, revelou a Chefe do Executivo.

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores