segunda-feira, 13 de julho de 2015

UFRN conquista primeira colocação na seleção do Programa Mais Cultura

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) conquistou o primeiro lugar na seleção do Programa Mais Cultura nas Universidades. O resultado da seleção foi publicado na última sexta-feira (10) no Diário Oficial da União (DOU), indicando a nota 100, máxima, à UFRN, única instituição a chegar nesta pontuação.
A publicação no DOU também indica os valores que serão repassados às Universidades. No caso da UFRN, as ações que objetivam apoiar e incentivar a valorização e a difusão das manifestações culturais entre as comunidades acadêmicas terá um financiamento R$1.125.000,00.
“Concorremos com varias Ifes no edital conjunto do MEC e Ministério da Cultura e esse resultado é fruto de um trabalho coletivo, coordenado pelo nosso Núcleo de Arte e Cultura, que discutiu e elaborou nossa proposta ouvindo os Centros Acadêmicos da UFRN. O patamar atingido com certeza sofreu influencia da participação de todos”, frisou a reitora da UFRN, Angela Maria Paiva Cruz.

Ao todo, foram classificadas 98 instituições, com 18 delas contempladas com os recursos. Pelo critério de seleção, estabelecido no edital, seriam contempladas instituições em todas as regiões do País, a fim de garantir a inserção do programa nos diferentes territórios de atuação das universidades e institutos tecnológicos federais. O repasse será efetuado em duas parcelas, sendo a primeira prevista para o segundo semestre deste ano e a segunda, para 2016.
Mais Cultura
Lançado no final do ano passado, o Programa Mais Cultura nas Universidades é uma parceria entre os ministérios da Educação (MEC) e da Cultura (MinC) que tem como objetivo apoiar atividades realizadas em escolas públicas, e ações de criação e fomento de rádios e tevês universitárias, produção de festivais culturais universitários, criação de grupos de pesquisa e de novos cursos de pós-graduação em temas ligados à cultura, criação de museus para preservação da história das universidades e a reestruturação e compra de equipamentos para espaços de ensino e pesquisa já existentes.
Suas ações serão desenvolvidas ao longo de 12 a 24 meses, trabalhando com um ou mais dos seguintes eixos temáticos: Educação Básica; Arte, Comunicação, Cultura das Mídias e Audiovisual; Arte e Cultura Digital; Diversidade Artístico-Cultural; Produção e Difusão das Artes e Linguagens; Economia Criativa, Empreendedorismo Artístico e Inovação Cultural; Arte e Cultura: Formação, Pesquisa, Extensão e Inovação; e Memória, Museus e Patrimônio Artístico-Cultural.
Dentro do Ministério da Cultura, o Programa é de competência da Secretaria de Educação e Formação Artística e Cultural (Sefac/MinC) e, no Ministério da Educação, da Secretaria de Educação Superior (SESu/MEC).

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores