quinta-feira, 23 de julho de 2015

UFRN constrói unidade de pesquisa anexa ao Hospital Gizelda Trigueiro

Gestores da administração central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) visitaram na manhã dessa quinta-feira, 23, as obras de fundação do prédio do Instituto de Medicina Tropical (IMT/UFRN) anexo ao Hospital Gizelda Trigueiro (HGT), no bairro das Quintas.  Unidade destinada ao estudo e pesquisa de doenças infecciosas e infectocontagiosas presentes no Nordeste, e à formulação e produção de vacinas, entre elas para a Leishmaniose e a Hanseníase, o empreendimento conta com recursos do Programa de Apoio a Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (REUNI) e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT), National Institutes of Health, e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Acompanhada do diretor do Hospital, Prof. João Bosco Lima Barbosa, e da professora Selma Maria Bezerra Jerônimo, diretora do IMT/UFRN, a reitora Angela Maria Paiva Cruz, a superintendente de Infraestrutura da Universidade, Virgínia Dantas, engenheiros e assessores se reuniram com o diretor da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), João Maria.
Na ocasião, se inteiraram sobre os impactos que os serviços públicos do IMT irão provocar no trânsito. Para tanto, o projeto arquitetônico será ajustado quanto aos fluxos de entrada e saída de carros do prédio, já que o Instituto está sendo erguido em área de tráfego ferroviário.
Doenças tropicais
O Instituto Tropical de Medicina da UFRN é um projeto articulado entre o Centro de Biociências, o Hospital Universitário Onofre Lopes e o Hospital Gieselda Trigueiro, único especializado no tratamento de doenças tropicais no Rio Grande do Norte. Segundo centro de estudo nessa área do país, é estratégico para a Universidade, segundo a reitora, “porque tem uma função social de grande impacto para os norte-rio-grandenses. As pesquisas dessa unidade do IMT vão ampliar o conhecimento sobre doenças infecto-contagiosas no Estado, ainda muito vulnerável às doenças tropicais, e ajudar a achar o controle para algumas delas. Esse instituto consolida duas décadas de estudos desenvolvidos pela UFRN nessa área, e aglutina profissionais de diversas formações em trabalhos de alto nível para solução de problemas dessa natureza”.
A primeira etapa – um prédio no campus central da UFRN – foi entregue em fevereiro de 2014. Do Comitê de Pesquisa do IMT constam investigadores internacionais, como Richard Guerrant, médico infectologista e chefe do Centro de Saúde Global da Universidade da Virginia, colaborador da UFRN há mais de 20 anos;. Richard D. Pearson, médico infectologista, ex Dean da Escola de Medicina da Universidade da Virginia e um colaborador da UFRN há mais de 20 anos, e Donelson, bioquímico, ex-chefe do Departamento de Bioquímica da Universidade de Iowa, e atualmente Professor Visitante Especial do IMT-RN.

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores