quarta-feira, 18 de março de 2015

Programação de aniversário do Teatro Alberto Maranhão começa nesta quinta

imageEntre as atrações estão o espetáculo ‘Gonzagando’, concerto da Orquestra Sinfônica e encenação do grupo Clowns de Shakespeare na área externa do Teatro

O Teatro Alberto Maranhão abre oficialmente a temporada de espetáculos de seu aniversário de 111 anos nesta quinta-feira (19). A estreia será com a peça ‘Gonzagando’, protagonizada pela Cia. De Dança do TAM. Dia 24, haverá apresentações da Orquestra Jovem de Goianinha, do Coral Harmus, culminando com o primeiro concerto oficial da Orquestra Sinfônica do RN. E dia 27, também em celebração ao Dia Mundial do Teatro, o público assistirá à aclamada peça ‘Sua Incelença, Ricardo III’, encenada pelo grupo Clowns de Shakespeare, na área externa do TAM.

‘Gonzagando’ apresenta uma fusão entre danças contemporâneas e populares, ligadas e desenvolvidas através dos ritmos incorporados à cultura pelo Rei do Baião – uma transfiguração da poesia musical de Luiz Gonzaga em gestos e movimentos harmoniosos. Esta será a única atração paga na programação de aniversário do TAM, ainda assim, a preços populares: R$ 10 (inteira) e R$ 5(meia). A intenção é colaborar financeiramente com as atividades da Companhia, incluindo a quinta turnê internacional agendada para julho deste ano, nos Estados Unidos.

Na terça-feira, dia 24, será oferecido um coquetel no átrio do TAM, com apresentações de Coral e da Orquestra de Violinos de Goianinha. O encerramento será com a abertura da temporada 2015 da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, com entrada gratuita. O encerramento da programação de aniversário do TAM – e também celebrando o Dia Mundial do Teatro – será dia 27 com apresentação do premiado grupo potiguar Clowns de Shakespeare, que se apresentará em uma arena montada no Largo Dom Bosco, na área externa do Teatro, também para livre acesso do público.

“Queremos diversidade de pautas, espetáculos e público. Abrimos o Teatro em fevereiro e nossa pauta está praticamente lotada até Maio. Mas queremos mais: queremos tornar esse Teatro viável financeira e artisticamente”, comentou o diretor do TAM, Toinho Silveira. Além da programação de aniversário, também está programado para este mês de março a retomada do Projeto Seis e Meia – iniciativa da diretoria do TAM, com apoio do Governo do Estado, via Fundação José Augusto e viabilizada com a parceria da iniciativa privada. Para a estreia foi escalada a cantora e compositora Virgínia Rodrigues e o cantor potiguar Isaque Galvão.

PROGRAMAÇÃO

Quinta-feira, 19 de março (20h, ingresso: R$ 10 e R$ 5 meia)

Espetáculo ‘Gonzagando’, encenado pela Cia. De Dança do Teatro Alberto Maranhão

Dançar e vivenciar o legado deixado por Luiz Gonzaga, dançando suas músicas e fazendo uma fusão entre as danças contemporâneas, típicas da Cia, e as populares, ligadas e desenvolvidas através dos ritmos incorporados à cultura pelo Rei do Baião. O espetáculo “Gonzagando”, como o próprio nome incita, fará com que a plateia viva a experiência de estar dentro das músicas icônicas desse grande mestre das tradições nordestinas. “Gonzagando” tem a direção de Wanie Rose e coreografias de Juarez Moniz e Gutavo Santos. Cenário e figurino são assinados por Carlos Sérgio Borges e iluminação de Ronaldo Costa.

Terça-feira, 24 de março (19h, acesso livre)

Orquestra Jovem de Goianinha, Coral Harmus, Concerto da OSRN e BIG Band de Goianinha

19h – Orquestra Jovem de Goianinha, regida por Aildemar Paraguai

19h40 – Coral Harmus, comandada pela maestrina Leninha Campos

20h – Hino Nacional Brasileiro executado pelo barítono José Fernandes e OSRN

20h10 – 1 Concerto da Orquestra Sinfônica do RN, regida pelo maestro Linus Lerner com participação da solista Olinda Alessandrini

21h45 – Coquetel com apresentação da BIG BAND de Goianinha

PROGRAMA DA OSRN

Suppé, F. V. - Cavalaria Ligeira (Abertura)
Tchaikosky, P. I. - Concerto para Piano e Orquestra No. 1, op.23
Dvorak, A. - Sinfonia No. 9 em mi menor (do Novo Mundo)

Sexta-feira, 27 de março (19h, no Largo do TAM, acesso livre)

Clowns de Shakespeare com o espetáculo ‘Sua Incelença, Ricardo III’

O espetáculo parte do texto Ricardo III, de William Shakespeare, e ganha a rua através do universo lúdico do picadeiro do circo, dos palhaços mambembes, das carroças ciganas, criando um diálogo entre o sertão e a Inglaterra elisabetana. A pesquisa musical desenvolvida no trabalho parte das "incelenças" (excelências), gênero musical tipicamente nordestino, usualmente atrelado aos costumes fúnebres da região, condição muito adequada à história de Ricardo, Duque de Gloucester, e sua trajetória de assassinatos e traições rumo à coroa da Inglaterra.

Assessoria de Comunicação do TAM

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores