segunda-feira, 1 de junho de 2015

Seminário promoveu discussão sobre a integração das bacias hidrográficas

Transposição
O seminário “Integração das Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional (Ênfase no eixo Norte) com a transposição do Rio Francisco” lotou o auditório do Hotel Villa Oeste na tarde de sexta-feira, 29 de maio. Realizado pela Comissão Externa Transposição do São Francisco – Câmara dos Deputados, o seminário contou com o apoio da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e da Universidade Federal Rural do SemiÁrido (UFERSA).
O propositor do seminário, deputado Beto Rosado, explicou que o Ramal Apodi é o que trará as águas do ‘velho chico’ para o Apodi/Mossoró. “O seminário é para que o ministro conheça a realidade de nossa região e traga as águas do São Francisco para o perímetro do Rio Apodi/Mossoró garantido pelo ramal. Precisamos concluir o projeto para que a obra seja licitada”, afirmou Beto Rosado.
Muitas autoridades e políticos do Rio Grande do Norte, Ceará e Paraíba prestigiaram o evento que teve como expositor o Ministro da Integração Nacional Gilberto Occhi. Em sua fala, o Ministro apresentou um histórico sobre o projeto da Transposição e detalhou as fases do projeto, especificamente no Ramal Apodi: “Em breve iniciaremos a construção desse quarto trecho. Serão 115 km de extensão beneficiando cerca de 540 mil pessoas. O projeto está 90% pronto e deve ser concluído no segundo semestre desse ano”, afirmou o Ministro Gilberto Occh, ressaltando que o prazo de execução é de 3 anos.
O Reitor Pedro Fernandes e o Vice
-Reitor Aldo Gondim também prestigiaram o evento. Dois nomes da UERN integraram a programação: Os professores Dr. Ramiro Camacho e Dra. Suely Castro participaram de uma mesa redonda que discutiu a pauta acadêmica. “Essa pauta que a gente montou foi para ressaltar a importância de integrar essas bacias. A Bacia Hidrográfica do rio Mossoró faz parte dessa integração, a gente precisa estar preparado para a chegada desse projeto” afirmou Ramiro Camacho. “Esse evento pretende fazer toda a caracterização da bacia hidrográfica do Rio Apodi/Mossoró e vai permitir fornecer informações a respeito do diagnóstico físico-químico e microbiológico das águas do rio”, complementou Suely Castro.


Receba as notícias do Blog por email

Seguidores