terça-feira, 23 de junho de 2015

Deputados prestam homenagens de despedida à Agnelo Alves

O deputado estadual Agnelo Alves foi sepultado nesta segunda-feira (22) no cemitério Morada da Paz, em Emaús. A despedida ao parlamentar reuniu amigos, familiares, gestores, políticos e colegas da Assembleia Legislativa, que renderam homenagens de despedida ao deputado.
“Agnelo foi grande em tudo na sua vida. Um político moderno, apesar de sua idade, que sempre atuou em defesa das causas populares. Deputado estadual por cinco anos, todos os seus pares da Assembleia Legislativa o tinham, sem dúvida alguma, como referência. Um homem que fazia política como instrumento para melhorar a vida do cidadão comum”, disse o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza (PMDB).

Líder do bloco parlamentar formado por Agnelo Alves e Márcia Maia (PSB) no legislativo potiguar, o deputado Tomba Farias (PSB) enalteceu a atuação política do parlamentar. “A Assembleia perde um amigo que foi protagonista da política do Estado. Quando ingressei no plenário da Casa legislativa fui premiado com a sua presença, por toda a sua sabedoria e a sua forma de fazer política. Agnelo sai do cenário político, mas entra para a história do Rio Grande do Norte”, destacou.
A deputada Márcia Maia, presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Casa, da qual o parlamentar fazia parte, também comentou a perda do companheiro de Legislativo. “Agnelo foi muito presente e atuante como deputado estadual, sempre com postura firme em relação aos temas abordados na Casa. É uma perda não apenas para o legislativo estadual, mas também para toda a sociedade potiguar”, declarou.
Para o deputado José Dias (PSD), a morte de Agnelo deixará uma lacuna na política do RN. “O nosso relacionamento extrapolava a atuação parlamentar. Na Assembleia ele deixa uma imagem positiva e de muita harmonia entre os seus companheiros. Todos respeitavam a sua sabedoria e experiência. Fará falta à Assembleia, aos deputados e, principalmente, ao Rio Grande do Norte”, afirmou.
Com notória atuação política no Rio Grande do Norte, Agnelo Alves foi prefeito de Natal e Parnamirim, município que tem a sua administração como referência e que também é representado pelo deputado Carlos Augusto Maia (PTdoB), que esteve presente no sepultamento.
Agnelo Alves também foi senador da república e cumpria, atualmente, seu segundo mandato como deputado estadual. O parlamentar tinha 82 anos e morreu ontem (21) em São Paulo, após complicações causadas pelo tratamento de um câncer. Ele estava internado no hospital Sírio Libanês.
Os deputados Galeno Torquato (PSD), José Adécio (DEM), George Soares (PR), Ricardo Motta (PROS), Kelps Lima (SDD), Nélter Queiroz (PMDB), Fernando Mineiro (PT), Gustavo Carvalho (PROS) e Gustavo Fernandes (PMDB) também participaram da despedida ao parlamentar.

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores