terça-feira, 23 de junho de 2015

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE FUNDAÇÃO JOSÉ AUGUSTO – FJA-RN

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Natal (RN), 22 de junho de 2015

A Fundação José Augusto acompanhou nesta segunda-feira (22) a vistoria realizada pela Defesa Civil e Vigilância Sanitária que resultou na interdição do Teatro de Cultura Popular Chico Daniel e se compromete em sanar no menor tempo possível os problemas estruturais apontados pelo laudo técnico.

Algumas medidas necessárias já estão encaminhadas, por meio de contratos, como manutenção corretiva com reposição de peças dos ares-condicionados e dedetização geral, que será realizada até o final deste mês, junto com o prédio da Fundação e demais anexos, Gráfica Manimbu e Instituto de Música Waldemar de Almeida.

A inspeção verificou ainda problemas na rede elétrica, na saída de emergência e de infiltração, o que tem gerado mofo em diversos pontos do prédio.

A reforma do teatro já havia sido discutida durante o planejamento da gestão, realizado em abril deste ano.

Nesta terça-feira (23), a equipe de engenharia da FJA fará vistoria do prédio para iniciar o projeto de reforma. A partir daí, poderá ser aberto um processo de licitação para início das obras.

O TCP foi fundado em 2005 e ao longo desses dez anos não passou por nenhuma reforma importante. A manutenção também era falha, pelo que se pode constatar. Em 2013, a Defesa Civil chegou a fazer recomendações que não chegaram a ser cumpridas.

Dessa forma, a Fundação José Augusto entende a necessidade da interdição para a segurança do público e dos artistas, bem como de seus funcionários. As atividades foram suspensas temporariamente. Mas a instituição espera que esse período seja breve e que logo sejam reabertas portas e cortinas desse importante equipamento cultural

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores