sexta-feira, 19 de junho de 2015

Jovens em processo de ressocialização recebem certificados do Pronatec/EAJ

imageFelipe (nome fictício) tem 17 anos e cumpre medida socioeducativa de semiliberdade no município de Natal, ao longo dos últimos três meses o jovem iniciou um processo de capacitação profissional do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) ofertado pela Escola Agrícola de Jundiaí, Unidade Acadêmica de Ciências Agrárias da UFRN, desenvolvido em parceria com a Fundação Estadual da Criança e do Adolescente (FUNDAC) e 1° Vara da Infância e Juventude de Natal. Felipe é um dos 19 jovens que recebeu na quinta-feira (18), o certificado de conclusão de curso no Centro de Treinamento Profissional da Cidade da Esperança.
A parceria firmada entre o Pronatec/Escola Agrícola de Jundiaí, Fundação Estadual da Criança e do Adolescente (FUNDAC) e Coordenadoria do Serviço de Proteção Pessoal ao Adolescente de Natal para oferta de cursos para os jovens em processo de ressocialização foi firmada em outubro de 2014 com o objetivo de promover a cidadania, profissionalização e ressocialização de jovens que cumprem medida socioeducativa.

Segundo a representante da Fundação Estadual da Criança e do Adolescente (FUNDAC), Tomázia Isabel Fernandes de Araújo, esta oferta de cursos profissionalizantes através da Escola Agrícola de Jundiaí faz parte do cumprimento da medida socioeducativa e reinserção social e familiar que FUNDAC e a 1° Vara da Infância e Juventude de Natal procuram desenvolver.

“Incluir os jovens que cumprem penas socioeducativas através da oferta de cursos profissionalizantes é assegurar o direito básico à educação. Não é pedindo a redução da maioridade penal que vamos resolver o problema da criminalidade em nosso país. Precisamos oferecer oportunidades, e hoje mostramos que é possível unir forças para promover a cidadania e ressocialização de jovens”, falou emocionada a representante da FUNDAC.

Para a mãe Maria Dulcineide da Silva, a oferta de cursos do Pronatec/EAJ para os jovens em processo de cumprimento de medida é muito importante. “Meu filho cometeu um erro e com esta oferta desse curso ele tem a chance de transformar a sua vida. Como mãe, sinto-me muito realizada em ver meu filho recebendo um certificado com o nome da Escola Agrícola de Jundiaí/UFRN. Espero que com este certificado ele possa conquistar melhores oportunidades de vida. Sou muito grata pela oportunidade e espero que mais jovens possam ter esta mesma oportunidade”.

Para o Coordenador Geral do Pronatec/EAJ, Prof. João Inácio Silva, é uma satisfação poder realizar esta entrega de certificados em parceria com a 1° Vara da Infância e da Juventude de Natal. “A união entre Escola Agrícola de Jundiaí/UFRN e a 1° Vara da Infância e da Juventude de Natal oportuniza cursos de qualidade que irão facilitar a entrada dos jovens no mercado de trabalho como autônomos ou empreendedores. Como Unidade Acadêmica da UFRN, cumprimos com esta parceria nossa missão em promover a cidadania e difundir o conhecimento”.

A cerimônia de entrega de certificados contou com a participação da representante da Fundação Estadual da Criança e do Adolescente (FUNDAC), Tomázia Isabel Fernandes de Araújo; representante da Coordenadoria do Serviço de Proteção Pessoal ao Adolescente de Natal, Gerlane de Carvalho; Supervisora do Pronatec/EAJ/UFRN-Natal, Kainara Oliveira; Orientador do Pronatec/EAJ/UFRN-Natal, Paulo Roberto de Souza; Orientadora Assistente Social do Pronatec/EAJ/UFRN-Natal, Silvana Jacôme; Auxiliar Administrativa do Pronatec/EAJ/UFRN-Natal, Ana Carolina, além de professores, pais e alunos.
Curso de Montador e Reparador de Computadores

Os jovens concluíram o curso de Montador e Reparador de Computadores que tem como objetivo capacitar os participantes a montar, instalar e configurar dispositivos de hardware, além de instalação de sistemas operacionais, softwares, aplicativos e repara microcomputadores de acordo com as normas e procedimentos técnicos de qualidade, segurança. O curso tem carga Horária de 180 horas.

Além do curso de Montador e Reparador de Computadores também foi ofertado o curso de Confeccionador de Bijuterias com carga horária de 220 horas.

por Cecília Oliveira - Assessoria de Comunicação Pronatec/Escola Agrícola de Jundiaí 

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores