quinta-feira, 11 de junho de 2015

 Governo do Estado, através FAPERN reúne coordenadores dos projetos aprovados para assinatura do termo de compromisso
Coordenadores dos nove projetos selecionados no último edital do Programa de Iniciação Científica Júnior (Pibic-Jr), promovido pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte (FAPERN), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), estiveram ontem (10) na FAPERN para receber orientação de como operacionalizar o Programa e sobre a implementação das bolsas no sistema do CNPq.
A coordenadora do Programa no Rio Grande do Norte, Carla Yara Soares, falou aos presentes sobre as responsabilidades e deveres dos orientadores perante a Fundação. No compromisso institucional assumido pelos coordenadores com a FAPERN e com o CNPq, eles se comprometem a orientar os professores co-orientadores e alunos, a apresentarem relatórios com os resultados e produtos desenvolvidos durante o projeto, além de estimularem os alunos a atualizar suas informações na plataforma do Curriculum Lattes do CNPq.
Representando a FAPERN, a diretora científica Maria José Vidal, assinou juntamente com os coordenadores de cada projeto, o termo de compromisso, que dá início à execução do Programa. Maria José destacou a importância do Programa para a educação científica dos alunos das escolas públicas, onde os projetos são desenvolvidos. "Estamos nos empenhando para ampliar a atuação do Pibic-Jr, pois consideramos que este é um programa fundamental para o desenvolvimento cidadão, além de promover o olhar científico entre os adolescentes", afirmou a diretora.

O professor do Departamento de Farmácia, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Eryvaldo Socrátes, elogiou a iniciativa e também falou sobre a importância da Fundação para o desenvolvimento da pesquisa no Rio Grande do Norte. "Parabenizo as ações promovidas pela FAPERN, que mesmo com as dificuldades financeiras e de autonomia, enfrentadas por quase todas as fundações do país enfrentam e aqui no Estado não é diferente, ela continua atuante”, reconheceu. Para o pesquisador entretanto, o fortalecimento da FAPERN e das pesquisas científicas depende do aporte regular e sistemático de recursos financeiros  para o setor. “Não podemos esquecer de lutar pelo 1% do orçamento do Estado para as ações de C&T", lembrou o professor, que irá coordenador o projeto “Cativando jovens do ensino médio pela ciência: um desafio inovador”, na Escola Estadual Nestor Lima, em Natal.
Pibic-Jr
O Pibic-Jr concederá bolsas no valor de R$ 100, no período de 12 meses, a estudantes do ensino médio ou da educação profissional, matriculados em escolas públicas do RN, visando despertar a vocação científica e incentivar talentos potenciais. Sob a orientação de pesquisadores de instituições de ensino superior, eles vão desenvolver atividades vinculadas à iniciação científica ou tecnológica.
Nessa primeira chamada, foram selecionados os projetos: “Análise promatológica do pólen apícola do Semiárido potiguar, coordenado pela professora Anna Jacinta Dantas de Medeiros, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), a ser desenvolvido no campus de Ipanguaçu do IFRN; “Linguagem, identidades e práticas sociais de estudantes no ensino médio”, coordenada pela professora Ady Canário de Souza Estevam, da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), a ser desenvolvida no Centro de Educação Integrado Professor Eliseu Viana, em Mossoró; “Lubrificante ecológico – uma alternativa de inserção produtiva de estudantes de ensino médio mediante fomento em administração e química à luz de preceitos de economia solidária e desenvolvimento sustentável”, coordenado pelo professor Washington José de Sousa, da UFRN, a ser desenvolvido na E.E. Professora Gildecina Bezerra, em Afonso Bezerra; “Competições de futebol de robôs como agente incentivador da vocação científica e tecnologia de alunas dos ensino médio”, coordenado pelo professor Pablo Xavier Alsina, da UFRN, a ser desenvolvido na E.E. Professor Anísio Teixeira, em Natal; “Estilo de vida X hipertensão arterial: fatores que influenciam para o aparecimento da doença”, coordenador pelo professor José Gllauco Smith Avelino de Lima, do IFRN, a ser desenvolvido na E. E. Maurício Freire, em São Paulo do Potengi; “A leitura de cordel na sala de aula: por que e para quê?”, coordenado pela professora Janaína Silva Alves, do IFRN, a ser desenvolvido no campus de Mossoró; “Armazenamento de sementes de flamboyants (Delonix regia), coordenado pela professora Clarisse Pereira Benedito, da Ufersa, a ser desenvolvido na E. E. Professor José de Freitas Nobre, em Mossoró; e “Memórias da educação rural: rastreando imagens e falas locais – fase 3” e “Sexualidade e relações de gênero nas práticas pedagógicas serranas”, ambos coordenados pela professora Maria Euzimar Berenice Rego Silva, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, a serem desenvolvidos na E. E. Margarida de Freitas, em Portalegre.
Uma nova chamada do mesmo edital já foi realizada e o resultado será divulgado em breve, através do site da FAPERN (www.fapern.rn.gov.br).

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores