sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Secretaria de Saúde desenvolve programa de controle ao Calazar em Jardim do Seridó

image Em virtude de um caso humano de Leishmaniose visceral (Calazar) no ano de 2009, o Ministério da Saúde recomenda que o município de Jardim do Seridó desenvolva anualmente, ações de controle e prevenção, realizando a coleta de sangue em cães em vários bairros da cidade.

E tendo em vista, a ocorrência muito elevada de cães positivos para Leishmaniose visceral no período de 2013 e 2014 (durante este tempo foram 11 cães positivos), o Núcleo de Entomologia do RN (NERN), com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde, está realizando uma pesquisa entomológica, com implantação de armadilhas no Intradomicílio e Peridomicílio.

Esse trabalho tem como objetivo capturar flebótomos (mosquito-palha) da espécie Lutzomyia longipalpis, transmissor da Leishmaniose visceral (Calazar). A pesquisa vem sendo realizada em Jardim do Seridó, desde a última segunda-feira (2) e segue até amanhã, sexta-feira, dia 6 de fevereiro.

Leishmaniose visceral (Calazar)

O calazar, é uma doença transmitida pelo mosquito-palha ou birigui (Lutzomyia longipalpis) que, ao picar, introduz na circulação do hospedeiro o protozoário Leishmania chagasi. A doença não é contagiosa nem se transmite diretamente de uma pessoa para outra, nem de um animal para outro, nem dos animais para as pessoas. A transmissão do parasita ocorre apenas através da picada do mosquito fêmea infectado.

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores