quarta-feira, 1 de abril de 2015

HSBC: Fátima quer convocar políticos para depor na CPI

A senadora Fátima Bezerra (PT/RN) apresentou, nesta quarta-feira (1) ,  oito requerimentos em que convoca políticos para depor na Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga denúncias de irregularidades no envio de recursos  por meio de contas de brasileiros no banco HSBC da Suíça.

Segundo a senadora, o motivo da convocação dos políticos segue o mesmo critério que o jornalista Fernando Rodrigues tem usado para divulgar suas informações, o relevante interesse público.

Serão convidado para depor : Márcio Fortes, membro da executiva nacional do PSDB; Daniel Tourinho, presidente nacional do PTC; Marcelo Arar, vereador do Rio de Janeiro;   Lirio Parisotto, suplente de senador;  Paulo Celso Mano Moreira, ex- diretor do metrô de São Paulo;  Ademir Venâncio de Araújo, ex- diretor do metrô de São Paulo e ex-diretor de obras da CPTM  ( Companhia Paulista de Trens Metropolitamos); José Roberto Vinagre Mocarzel, ex-secretário de obras de Niterói/RJ; e Jorge Roberto Silveira, ex- prefeito de Niterói/RJ.

Essas pessoas foram citadas em reportagem do Jornal O Globo, na semana passada, como titulares de contas irregulares no banco HSBC da Suíça.

Fique por dentro

No início de fevereiro, o Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ) divulgou o projeto SwissLeaks, por meio do qual foram expostos quase 60 mil arquivos com detalhes sobre mais de 100 mil correntistas do HSBC e suas movimentações bancárias, entre 1988 e 2007. Os dados sobre as contas correntes foram vazados pelo ex-funcionário do banco Herve Falciani, que repassou as informações para as autoridades francesas, em 2008. As contas bancárias reveladas somam cerca de US$ 100 bilhões de correntistas de mais de 200 países.

No Brasil, as investigações sobre o caso estão sendo feita por três caminhos: a Receita Federal apura a evasão e a sonegação fiscal; o Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI) do Ministério da Justiça identifica e tenta repatriar eventuais recursos ilegais; e a Polícia Federal investiga os crimes. Desde a semana passada, a CPI também investiga o caso.

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores