sexta-feira, 30 de maio de 2014

Estudantes do campus Campina representarão a Paraíba no Parlamento Juvenil do Mercosul.

Estudantes do campus Campina representarão a Paraíba no Parlamento Juvenil do Mercosul Eles são jovens atuantes em suas comunidades onde contribuem com atividades solidárias e projetos sociais que fomentam a cidadania. Essa consciência social foi um dos passaportes para a conquista de duas vagas, das três reservadas à Paraíba, pelos estudantes do campus Campina, João Pinheiro de Melo Neto e Nicole Gomes dos Santos participarem da seletiva que escolherá os representantes brasileiros no Parlamento Juvenil do Mercosul - PJM.
81 representantes de todos os estados brasileiros estarão reunidos na primeira semana de junho, na cidade de Gramado –RS. Durante a etapa nacional, serão selecionados os 27 (vinte e sete) jovens, 1 (um) estudante por unidade federativa. O mesmo processo ocorre também na Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela. No encontro, será discutida a formação política e cidadã da juventude a partir do questionamento “O ensino médio que queremos”, com reflexão e discussão sobre inclusão educativa, gênero, jovens e trabalho, participação cidadã dos jovens e direitos humanos.

“Inscrevi-me no PJM com o intuito de, pelo menos uma vez, ter voz ativa e expressar minhas ideias e opiniões, reivindicando uma educação mais justa, uma educação de qualidade para todos”, justifica João Neto, que desenvolve trabalhos filantrópicos na pastoral da juventude e no projeto cidadania ativa da UFCG”. Quero levar melhorias, e novas ideias a respeito dos temas sobre os quais iremos debater”, diz.
“Decidi participar principalmente pela proposta abrir um espaço de participação para nós jovens, possibilitando que tenhamos a oportunidade de debater e trocar ideias sobre temas importantes referentes à educação no ensino médio”, explica Nicole, que ensina para um grupo de crianças do município de Queimadas preceitos bíblicos.
Esta é a segunda vez que o campus Campina classifica representantes no evento. Lucas de Lima foi escolhido para exercer a função no biênio 2012/3, período no qual participou de várias reuniões entre os parlamentares brasileiros e entre os demais países do Mercosul. “Acredito que toda essa vivência no Parlamento permitiu que os estudantes participantes desenvolvessem um olhar mais crítico a respeito da realidade vivenciada no âmbito educacional”,conclui.

*Ernani Baracho – Jornalista campus Campina Grande

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores