terça-feira, 25 de novembro de 2014

Endividamento das famílias cai pelo terceiro mês consecutivo

shopping, lojas, comercio varejista Família brasileira chega ao fim do ano menos endividadaImagem  O total de famílias endividadas no país caiu pela terceira vez consecutiva, em novembro, na comparação mensal. Houve queda, também, quando os dados são comparados com novembro de 2013. Segundo a Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada hoje (25) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o percentual de famílias endividadas ficou em 59,2%, em novembro deste ano, ante os 60,2% de outubro de 2014 e os 63,2% de novembro do ano passado.

As famílias inadimplentes, ou seja, que estão com contas ou dívidas em atraso, somaram 18% do total, taxa inferior aos 21,2% de novembro de 2013, mas superior aos 17,8% de outubro deste ano. Já aqueles que não terão condições de pagar suas dívidas ou contas ficaram em 5,5%, mais do que os 5,4% de outubro, mas menos do que os 6,6% de novembro de 2013.

O nível de famílias muito endividadas passou de 12,1%, em novembro de 2013, para 10,8% neste mês. A maior parte das dívidas (74,7%), neste mês, é com cartões de crédito. Outras fontes importantes de dívidas são os carnês (17,3%), os financiamentos de carro (14,2%), créditos pessoais (9,1%) e financiamentos de casa (8,1%).

A parcela média da renda comprometida com dívidas é 30,6% do orçamento das famílias. Já o tempo médio de atraso das dívidas das famílias inadimplentes é de 59,2 dias, segundo a pesquisa da CNC.

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores