quarta-feira, 27 de maio de 2015

Sindicer-RN promove, nesta quinta-feira (28), palestra em Carnaúba dos Dantas

image
Indústria cerâmica faz ciclo de palestras
Para mostrar as vantagens econômicas e ambientais da utilização e produção das telhas, blocos, tijolos e lajotas produzidas no Rio Grande do Norte, o Sindicato da indústria de Cerâmica para Construção do Rio Grande do Norte (Sindicer-RN) promove, nesta quarta-feira (27), o II Ciclo de Palestras da Indústria de Cerâmica Vermelha. O evento voltado para construtores, industriais e profissionais ligados ao setor (arquitetos, engenheiros e consultores ambientais) será realizado, a partir das 19h, no espaço cultural da Fiern.
Amanhã, o evento acontece no município de São Gonçalo do Amarante (Clube de Jovens Olheiros – Vizinho à Cerâmica industrial); no dia 28, às 19h, no município de Carnaúba dos Dantas (sede da Associação dos Ceramistas do Vale do Carnauba) e, no dia 29, às 9h, no município de Assu (escritório SEBRAE/RN).
A programação inclui mesa redonda com o presidente do Sindicato da Indústria de Construção do RN (Sinduscon-RN) e o coordenador do curso de engenharia civil da UFRN e palestra com o assessor técnico e da qualidade da Anicer, Edvaldo Maia. A participação é gratuita, exigindo apenas a confirmação prévia pelo email sindicer.rn@gmail.com, ou pelo telefone (84) 3234 0538.  
A indústria cerâmica é responsável pela geração de aproximadamente 15 mil empregos diretos no RN. Também gera empregos indiretos.
O  Rio Grande do Norte possui cerca de 186 cerâmicas em atividade. Juntas, as fábricas produzem mensalmente 111.163.000 de peças, sendo 54% telhas, 42% blocos de vedação e 4% outros produtos, o suficiente para atender toda a demanda da construção civil local, como também fornece produtos a outros estados do Nordeste. Para essa produção, as cerâmicas do RN consomem mensalmente 239.561 toneladas de argila e 102.844 metros cúbicos de lenha.
A maioria das empresas está localizada na região do seridó, é de lá que sai a maior parte dos produtos distribuídos dentro e fora do RN. A região Seridó é responsável por 87% das telhas produzidas e por 57% de tudo que é produzido no estado. Ao todo, são três grandes polos de produção: polo Parelhas- Carnaúbas dos Dantas, polo Vale do Açu e polo São Gonçalo.

Fonte: Tribuna do Norte

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores