segunda-feira, 25 de maio de 2015

Décimo quinto reitorado da UFRN começa nessa terça, 26

imageA posse da reitora Ângela Maria Paiva Cruz na manhã dessa terça-feira, 26, na Sala de Atos do Ministério da Educação (MEC) em Brasília, marca o início do décimo quinto reitorado da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Junto com ela, o professor José Daniel Diniz Melo, eleito vice-reitor, vai conduzir a gestão 2015-2019.
A comunidade universitária confiou aos dois a responsabilidade de conduzir por mais quatro anos, o destino da maior e mais antiga instituição pública de ensino superior do Rio Grande do Norte. Entre os compromissos da gestão 2015-2019 consta transformar a instituição em “uma universidade de excelência”, conforme o diálogo mantido com docentes, técnicos e alunos durante a campanha para a reitoria, em 2014.
Para tanto, Angela Paiva e Daniel Diniz devem avançar nas metas institucionais, as quais giram, no atual Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) em torno de quatro pilares: Gestão; Universidade Cidadã;

Novo reitorado
Graduada em Matemática, Mestre em Filosofia e Doutora em Educação, a Professora do Departamento de Filosofia, Ângela Maria Paiva Cruz, há quatro anos estabeleceu um marco na gestão institucional da UFRN. Juntamente com a Professora do Departamento de Microbiologia e Parasitologia, Maria de Fátima Freire de Melo Ximenes, tornaram-se a primeira reitora e vice, respectivamente, da UFRN.
Na gestão 2015-2019 que ora se inicia, o vice-reitor, José Daniel Diniz Melo é docente do Departamento de Engenharia Mecânica da UFRN.  Possui doutorado em Engenharia Mecânica pela Colorado State  University  (2002),  mestrado  em Engenharia Mecânica pela University of Maine at Orono (1993), graduação em Engenharia Mecânica pela  Universidade  Federal  do  Rio  Grande  do  Norte  (1990)  e  graduação  em  Engenharia  Civil  pela Universidade  Federal  do  Rio  Grande  do  Norte  (1997).  É Professor Visitante do Department of Aeronautics and Astronautics da Stanford University desde 2008. Atualmente é Diretor do Centro de Tecnologia e Professor do Departamento de Engenharia de Materiais da UFRN. Suas pesquisas se concentram na área de análise, caracterização e desenvolvimento de materiais compósitos.
A UFRN
Fundada em 25 de junho de 1958, a UFRN funciona no campus central, em Natal, capital do estado, e mais quatro campi no interior: em Caicó e Currais Novos, na Região Seridó, em Santa Cruz, na Região Trairi, e em Macaíba, Região Metropolitana da Grande Natal. Em números, visualisamos a seguinte UFRN:
. 32.449 alunos matriculados na graduação e outros 5.075 alunos na pós­graduação  Stricto  Sensu.
. 111 cursos de graduação (100 presenciais e 11 a distância) nas mais  diversas  áreas  do  conhecimento;
. 102 cursos de pós­graduação  Stricto  Sensu  (68  Cursos  de  Mestrado  e  34  de  Doutorado),
. 74 Departamentos acadêmicos;
. 39 Residências Médicas e Multiprofissionais.
. 2.986 alunos matriculados na educação básica, no ensino médio técnico profissionalizante;
. 3 escolas: Agrícola, de Enfermagem e de Música
. 313 alunos matriculados na educação infantil, no Colégio de Aplicação (NEI).
Marcas da gestão
A gestão que se despede está marcada pela expansão física da UFRN, assim como pelo expressivo pedido de marcas, patentes e registros de produtos e, principalmente, por se notabilizar pelas políticas institucionais de inclusão. A gestão Angela-Fátima levou o primeiro curso de medicina para o interior do Rio Grande do Norte e garantiu, mesmo em período de crise financeira, como a atual, recursos à parcela do segmento estudantil considerado socioeconomicamente vulnerável.
No quesito expansão física, por exemplo, foram produzidos 1.797 projetos de arquitetura e de engenharia; 111 contratos de obras e serviços de engenharia concluídas e/ou em fase de conclusão; 87 contratos em execução e 198 serviços ou obras de engenharia concluídas.

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores