quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Exoesqueleto criado na UFRN faz demonstração na Cientec

Estrutura deve ajudar paraplégicos a se locomover de modo independenteimage Por Érika Oliveira
Fotos: Letícia Leite

O ambiente acadêmico é berço de ideias de vanguarda que farão diferença na sociedade e na Universidade Federal do Rio Grande do Norte não é diferente. De uma parceria do Departamento de Computação e Automação com o Instituto Metrópole Digital surge o “Ortholeg”, um exoesqueleto dos membros inferiores que ajudará paraplégicos sem chances de recuperação a andar.

Em exibição no pavilhão 5 da Cientec, o aparelho é uma estrutura de alumínio e plástico autônoma, sem fios, com motores nas articulações do quadril e dos joelhos que realizam o movimento de caminhada pelo usuário.  A estrutura que anda em linha reta tem seu controle feito por um botão e o equilíbrio garantido pela ajuda de muletas.

Adequado ao usuário de acordo com sua altura e comprimento de perna, o exoesqueleto se destaca também pelo preço. “O nosso objetivo é que o usuário use e que não fique extremamente caro. E diferente dos outros exoesqueletos, em que o usuário se adapta à prótese, a gente quer que a ortholeg se acostume ao usuário”, afirma Nicholas Melo, pós-graduando que faz parte da equipe de desenvolvimento da estrutura.

A ideia surgiu há cerca de seis anos, do projeto de mestrado do professor Márcio Valério, do departamento de engenharia mecânica, e ainda visa melhoras. “O que foi demonstrado aqui é só um protótipo que nós pretendemos desenvolver, melhorar todos os erros mecânicos e de interface com o usuário. A gente ainda pretende analisar os batimentos cardíacos, estresse muscular e fazer testes de consumo metabólico, pra saber quanto o usuário gasta com ou sem o dispositivo e qual é a melhor caminhada para o usuário”.

Mais informações à imprensa:

Agência Fotec

Alice Andrade – 9819-9850 (TIM) - Assessoria de comunicação

COORDENADOR GERAL: Prof. Dr. Itamar de Morais Nobre

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores