quarta-feira, 29 de outubro de 2014

ACADEMIA DE LETRAS/RN É DESTAQUE NACIONAL

Em ofício ontem encaminhado pelo professor/doutor Francisco Amaral, Presidente da Academia Brasileira de Letras Jurídicas (sede no Rio de Janeiro), o Acadêmico e Procurador do Estado Adalberto Targino foi informado de que a Academia de Letras Jurídicas/RN – ALEJURN foi distinguida com convite especial para participar na Mesa de Debates, nos dias 30 e 31, das 10h às 17h, no Auditório Central do Instituto dos Advogados Brasileiros, no Rio de Janeiro, que, juntamente com diversas instituições culturais dos 27 estados brasileiros, discutirão assuntos fundamentais à nação, como as reformas dos códigos processuais civis e penais, modernização do Ministério Público, avanços legais na Advocacia Pública, celeridade do Judiciário, desburocratização administrativa e o direito administrativo, incentivos à publicação de livros jurídicos e de antologias dos grandes juristas de todas as regiões e estados do país.

No primeiro dia (30/10/14) será comemorado o 39º aniversário da Academia Brasileira de Letras Jurídicas e a abertura do I do Supremo Tribunal e acadêmico Carlos Veloso, com recepção e coquetel no Clube dos Advogados oferecido aos convidados.

No último dia, o Presidente da Academia de Letras Jurídicas/RN, acadêmico Adalberto Targino, e os demais presidentesdebaterão “A Contribuição das academias de letras ao pensamento jurídico brasileiro”, como preparação ao Congresso Internacional a realizar-se em Paris/França em 2015.

A ALEJURN (Academia de Letras Jurídicas do RN), composta pelos mais destacados juristas potiguares, além de serconvidada de destaque para Encontro Nacional das Academias de Letras Jurídicas Brasileiras, tendo como palestrante o Ministrofazer parte da Mesa Central de Debates, foi enaltecida nacionalmente por ter recebido o Troféu Jurista Afonso Pereira, por sua dinamicidade e rigorosa exigência estatutária na escolha dos seus membros/acadêmicos, assim por ser uma das poucas academias fundadoras/pioneiras da recém criada Confederação Brasileira das Academias de Letras Jurídicas, inserindo-se no mesmo nível e contexto da Pernambucana, Paraíba e Maranhense, que têm se sobressaído nacionalmente, inclusive com assento garantido no Congresso Internacional de Academias de Letras Jurídicas.

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores