sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Escola promove aulas de robótica para alunos da educação infantil

image Para grande maioria das pessoas, a robótica parece coisa de ficção científica. No entanto, em Natal, um projeto voltado para estudantes está aproximando essa tecnologia de alunos dos quatro aos 17 anos de idade. O Roboeduc, criado e desenvolvido na UFRN, estendeu as aulas de laboratório para escolas da cidade, como a Lápis de Cor Natal, que promove o conteúdo para alunos do ensino fundamental.  
Os alunos da escola estão verdadeiramente encantados com a oportunidade de trabalhar com robôs. São alunos do ensino fundamental, que são orientados pelos membros do projeto incubado na Metrópole Digital. São duas turmas de robótica na escola, que ajudam a produzir materiais a partir de sucatas ou kits de montagem.
“Quando a lógica está presente, tudo fica mais fácil, principalmente nas ciências exatas. A criança consegue memorizar melhor e consegue resolver melhor os problemas. A criança fica mais esperta, com as ideias mais latentes”, explica Luciana Fortunato, coordenadora pedagógica da Lápis de Cor. 
O robô é um tipo de dispositivo tecnológico usado para auxiliar os homens em diversas atividades. Ele é capaz de realizar um trabalho sozinho, por meio de programação, ou através de controle humano direto, via dispositivos remotos.

Robótica Educacional
É um termo utilizado para caracterizar ambientes de aprendizagem que reúnem materiais de sucata ou kits de montagem compostos por peças diversas, motores e sensores controláveis por computador e softwares que permitam programar os robôs montados pelos alunos.
A robótica educacional estimula o trabalho em grupo, leva o aluno a questionar, pensar e procurar soluções, levantando hipóteses e realizando pesquisas acerca de determinado assunto. Além disso, estimula a criatividade, o raciocínio lógico e a concentração.





Receba as notícias do Blog por email

Seguidores