terça-feira, 26 de agosto de 2014

Ministro Garibaldi defende alterações no regime geral de Previdência

Sugestão foi apresentada na abertura de seminário internacional na UFRN

Durante a abertura do II Seminário Internacional: As tendências da seguridade social no Brasil e em Portugal, o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho defendeu a necessidade de o Congresso Nacional aprovar novas regras para o Regime Geral de Previdência Social. “Em 20 anos o Brasil duplicará a sua população idosa, e nós não podemos querer que as futuras gerações paguem um preço porque não tivemos coragem de fazer as alterações necessárias”, afirmou o ministro.

Garibaldi Alves Filho comentou que as regras atuais para a concessão de pensões é um dos pontos que precisa ser alterado. Ele citou o exemplo de um idoso que hoje pode se casar com uma mulher bem mais jovem apenas com o objetivo de deixar uma pensão para ela quando morrer. “Isso acontece e o país é obrigado a pagar a vida inteira”, observou o ministro da Previdência Social.

O Seminário - organizado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte em parceria com a Universidade Aberta de Lisboa - tem como tema “Refletindo a crise do mundo do trabalho no contexto dos desafios contemporâneos” e prossegue até a próxima quarta-feira (27). O objetivo é permitir aos profissionais de serviço social e áreas afins a discussão sobre as tendências da seguridade social, contribuindo para o intercâmbio das produções acadêmicas entre pesquisadores do Brasil e de Portugal.

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores