quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Nota de pesar pelo falecimento de Eduardo Campos

A morte do ex-governador Eduardo Campos marca de uma vez por todas esta campanha eleitoral com a tintura da tristeza.

Estou particularmente chocado. Mantinha fraterna relação com Eduardo Campos, um dos ícones da nova geração política, que morre de maneira trágica, no esplendor de sua trajetória política de idealista e realizador.

Estivemos juntos em recente visita ao Rio Grande do Norte e Eduardo Campos nos trouxe o carisma que encantou sua terra, Pernambuco. Era o  governador mais bem avaliado do Brasil, homem de sonhos, tenacidade e convicções sociais, marcas que o credenciaram  a disputar a sucessão presidencial com a garra herdada do avô, o lendário Miguel Arraes.

Não  há palavras a mais. Há o sentimento de perda irreparável que impõe ao Brasil a paz entre cidadãos e cidadãs de todas as ideologias e partidos,  perplexos pelo  prematuro fim de uma biografia honrada de homem público.

Ricardo Motta

Presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores