sexta-feira, 16 de setembro de 2016

ALEJURN IMORTALIZARÁ DESTACADOS INTELECTUAIS DE OUTROS ESTADOS

A Academia de Letras Jurídicas do Rio Grande do Norte – ALEJURN, entidade jurídico-científico-cultural de utilidade público e atuação estadual e cooperação nacional, através do seu Presidente, procurador Adalberto Targino, cumprindo decisão unânime da Assembléia Geral daquele sodalício, enviou oficio comunicando aos renomados intelectuais e juristas de outros estados, votados e eleitos como membros correspondentes, para marcarem dia e hora para receberem solenemente os seus diplomas (láureas culturais).
Dentre os eleitos, alguns escolhidos há mais de 5 (cinco) anos, ninguém antes de 1 (um) ano, destacam-se os escritores e juristas professor Paulo Bonavides, professor Walber Moura Agra, desembargador federal Rogério Fialho (presidente do TRF-5ª Região), professor Ivo Dantas, desembargadora Fátima Bezerra Cavalcanti, procurador Ramalho Leite, professor José Paulo Cavalcanti Filho, consultor Ralph Campos Siqueira, desembargador federal Raimundo Oliveira, professor Roque de Brito Alves, professor Ricardo Bezerra e Itapuam Botto, todos considerados nas searas jurídicas e literárias como excepcionais e geniais. Ressalta-se que na ALEJURN existem membros vitalícios, beneméritos honorários e correspondentes.

SOLENIDADE

A solenidade de honra ao mérito aos escritores mencionados será marcada ainda esta semana entre o presidente atual da ALEJURN Adalberto Targino (em cuja gestão ocorreram as eleições honorárias) e o recém eleito presidente Lúcio Teixeira, que já fazia parte da diretoria anterior como secretário geral.

Receba as notícias do Blog por email

Seguidores